Como contar as semanas de gravidez de forma prática? Descubra.

Como contar as semanas de gravidez de forma prática? Descubra.

Com a notícia da gravidez, começa também a contagem regressiva para o dia do parto. Mas, é possível prever o dia mais esperado da gestação?

A data provável do parto (DPP) é calculada em semanas, principalmente, devido às rápidas mudanças diárias que ocorrem durante a gravidez.

Para ajudar você a contar as semanas da gravidez de forma prática, preparamos este artigo com algumas dicas.

Boa leitura!

Por que o tempo de gravidez é calculado em semanas?

Geralmente, uma gravidez dura em média 9 meses. No entanto, durante o pré-natal, o tempo é contabilizado em semanas e para quem não está habituado, às vezes, pode ser um pouco complicado calcular. 

Isso ocorre porque as mudanças no organismo da mulher e do feto são muitas e acontecem de forma veloz, principalmente na primeira metade da gravidez. 

Além disso, no calendário gregoriano que usamos, os meses não são definidos com o mesmo número de dias, há meses de 28, 29, 30 ou 31 dias. 

Nesse sentido, para haver sincronicidade com as semanas, contabilizamos as semanas da gravidez através do mês lunar, que dura 28 dias ou 4 semanas.

Assim, as semanas são contabilizadas da seguinte maneira:

Primeiro trimestre:

Segundo trimestre:

Terceiro trimestre:

Uma gravidez normal (a termo), tem entre 37 e 42 semanas.

Como calcular as semanas de gravidez?

A forma mais precisa de calcular o tempo da gravidez é através do dia da concepção. No entanto, nem sempre é possível definir qual foi exatamente o dia que o espermatozoide encontrou o seu óvulo.

Também é importante lembrar que os espermatozóides podem permanecer viáveis dentro do aparelho reprodutor feminino por 5 a 7 dias, dependendo da vitalidade dos mesmos, assim, embora você tenha relações sexuais apenas uma vez ao mês, isso não indica que esse foi o dia da concepção.

E caso você tenha tido mais de uma relação sexual no mesmo mês, fica ainda mais difícil descobrir qual foi o exato dia da fecundação. 

Cálculo das semanas de gravidez

Atente para o fato de que a ovulação e, consequentemente, a concepção só ocorrem entre a 2ª e a 3ª semana após a menstruação. Isso significa que, da forma que contamos o tempo de gravidez, nas duas primeiras semanas, a gestante ainda não estava realmente grávida.

Portanto, quando dizemos que a paciente está na 10ª semana de gravidez, na vida real (ou calendário gregoriano) ela está pela 8ª semana. Mas, essa discrepância não causa nenhum problema.

Como cada mulher ovula em um dia diferente do ciclo menstrual, usar o primeiro dia da menstruação facilita a padronização do tempo de gravidez, mesmo que isso signifique alguns dias de diferença em relação ao real tempo de gestação.

Como saber o último dia da menstruação?

Em algumas situações, como, por exemplo, mulheres com o ciclo menstrual irregular, pode levá-la a não lembrar o dia exato da sua menstruação.

Nestes casos, é possível realizar uma ultrassonografia transvaginal para estimar o tempo de gravidez, já que a partir da 5ª semana de gravidez, o embrião pode ser identificado pelo ultrassom. 

Durante as primeiras 20 semanas de gravidez, todos os fetos têm mais ou menos o mesmo tamanho. Por isso, medidas biométricas simples, tais como o tamanho do osso fêmur, circunferência da cabeça, comprimento céfalo-caudal e a circunferência da cintura, ajudam o médico a estabelecer a idade gestacional.

A partir da 20ª semana de gravidez, cada bebê passa a crescer em um ritmo diferente e fica mais difícil afirmar com precisão a idade gestacional baseada no tamanho do feto.

Sendo assim, podemos afirmar que a medição do comprimento céfalo-caudal pela ultrassonografia durante o primeiro trimestre, é a forma mais confiável para se estimar a idade gestacional e a data provável do parto, mesmo nas mulheres que lembram a data da sua última menstruação, o cálculo da idade gestacional deve ser realizado pela ultrassonografia fetal para se confirmar a estimativa. 

Tamanho do útero

Outra forma de se estimar o tempo de gravidez, é através da análise do tamanho do útero. Aliás, antes do surgimento do ultrassom, esta era a única forma para estimar a idade gestacional em mulheres que desconheciam sua DUM.

A partir da 12ª semana, é possível palpar o útero logo acima da sínfise púbica e fazer essa avaliação. Já a partir da 16ª semana, o útero pode ser palpado no meio do caminho entre a sínfise púbica e o umbigo, e com 20 semanas de gravidez, o útero já se encontra na altura do umbigo

Como predizer o dia do parto?

Quando calculado pela data da última menstruação, uma gestação normal, também chamada de gestação a termo, é aquela que dura entre 37 e 41 semanas. 

No caso em que o bebê nasce antes da 37ª semana, ele é considerado prematuro e se nascer após a 42ª semana, é chamado de bebê pós-termo.

Na maioria das vezes, os bebês nascem por volta da 40ª semana de gravidez. 

Uma forma rápida de estimar a data provável do parto (DPP), é através da fórmula de Naegele. A fórmula é a seguinte:

DPP= (DUM + 7 dias) – 3 meses + 1 ano.

Para simplificar, vamos ver alguns exemplos:

Exemplo 1:

DUM = 05 de maio de 2014

Some 7 dias = 12 de maio de 2014

Subtraia 3 meses = 12 de fevereiro de 2014

Some um ano e obtenha a DPP = 12 de fevereiro de 2015

Exemplo 2:

DUM = 02 de janeiro de 2014

Some 7 dias = 09 de janeiro de 2014

Subtraia 3 meses = 09 de outubro de 2013

Some um ano e obtenha a DPP = 09 de outubro de 2014

Mas, vale lembrar que este cálculo é apenas uma estimativa, o principal objetivo é informar a mãe sobre a época provável do nascimento. Aliás, apenas 5% em média dos bebês, realmente nascem na data estimada no início do pré-natal.

Considerações finais

Como vimo ao longo do artigo, a medicina convencionou contabilizar o tempo da gravidez em semanas, isso se deve às rápidas mudanças que ocorrem no organismo e pela dificuldade de padronizar o tempo no nosso calendário gregoriano, onde existem meses com 28, 29, 30 e 31 dias.

Por esses e outros motivos, a medicina calcula a gestação em semanas, a partir do último dia da menstruação, que é considerado o primeiro dia da gravidez.

Mas, para ter uma previsão mais precisa, é necessário fazer um acompanhamento pré-natal adequado e realizar ultrassonografias, que podem predizer a DPP com mais precisão.

Se você achou que o nosso post ajudou você a contar as semanas de gravidez de forma prática, e se sente preparada para dar o próximo passo, clique aqui e conheça o nosso Hospital Maternidade. 

Temos todo o conforto que você e o seu bebê merecem.

Autor: Equipe HMDL
Publicado há 2 semanas

mail_outline
Inscreva-se na Newsletter do Blog do Domingos Lourenço e receba informações sobre maternidade direto no seu e-mail.