10 dicas para aliviar o inchaço na gravidez

10 dicas para aliviar o inchaço na gravidez

Atenção, futura mamãe: provavelmente seu corpo vai inchar durante a gravidez. Você pode sentir um peso maior nas pernas, dificuldade em usar anéis ou até mesmo observar o seu nariz maior do que o habitual. 

Apesar de ser uma condição comum, as gestantes precisam ficar de olho no desenvolvimento desse edema. Dependendo do caso, o inchaço pode indicar alguma complicação mais séria, como pré-eclâmpsia ou diabetes gestacional. 

Não há como evitar o surgimento do edema, mas é possível torná-lo esporádico a partir de algumas atitudes. 

Preparamos este post, explicando o porquê de o inchaço ser comum nessa fase e quando ele pode se tornar uma ameaça à sua saúde e a do bebê.

Desejamos uma excelente leitura! 

Por que o inchaço ocorre na gravidez?

O inchaço (ou edema) na gravidez é mais comum a partir do 3º trimestre de gestação – podendo se intensificar com a proximidade do trabalho de parto – e ocorre por conta da retenção de líquidos. As constantes alterações hormonais podem fragilizar e dilatar os vasos sanguíneos. Com isso, o líquido presente no interior desses vasos transborda para os tecidos, que os acumula, criando o edema. 

Além disso, com o crescimento do útero, os vasos sanguíneos dos membros inferiores são comprimidos, dificultando a circulação do sangue de volta ao coração. Assim, as veias extravasam, tendo o inchaço como consequência.

Além do acúmulo de líquidos, alguns fatores externos podem tornar o inchaço mais propenso durante a gravidez. É o caso, por exemplo, das altas temperaturas, sobretudo no verão. O calor dilata os vasos sanguíneos, proporcionando a retenção. 

Após o trabalho de parto, o ideal é que o corpo da mulher desinche até 30 dias depois. 

Áreas do corpo que podem inchar na gravidez

O inchaço durante a gravidez é mais comum nos membros inferiores. Mas é possível que o edema também se intensifique nas regiões das mãos e do rosto.

Inchaço nas pernas, pés e tornozelos

O edema nas pernas, pés e tornozelos é muito comum durante a gravidez. O inchaço nessa região dificulta a mobilidade da mulher, assim como não permite que qualquer tipo de calçado seja utilizado. Sandálias de fecho podem apertar os pés e até mesmo deixar marcas. 

Inchaço nas mãos

O inchaço nas mãos durante a gravidez pode ser fruto da Síndrome do Túnel do Carpo, uma condição que não é exclusiva da gestação, mas pode aparecer nessa fase da vida. Isto porque a retenção de líquidos pode aumentar a pressão nesse local. 

A Síndrome do Túnel do Carpo é uma doença do sistema nervoso, que inflama e compressa o nervo mediano, responsável pelo tato na maior parte dos dedos da mão. Entre os seus sintomas, estão a dormência e formigamento nas mãos, dedos, punhos e braços, podendo chegar aos ombros. 

Inchaço no rosto

Por fim, é possível que algumas regiões do rosto, como o nariz e os lábios, também se encontrem mais avantajados no final da gravidez. 

O inchaço nessa área do corpo pode se explicar por aspectos como dificuldade de circulação, retenção de líquidos e aumento de peso. 

10 dicas de como desinchar na gravidez

Felizmente, é possível controlar e aliviar o edema, proporcionando uma maior sensação de bem estar, a partir de algumas atitudes que mostram como desinchar na gravidez. 

  1. Hidrate-se!

Se o inchaço ocorre por conta da retenção de líquidos, então manter-se hidratada é fundamental.

Procure beber muita água ao longo do dia, assim como consumir alimentos diuréticos, como pepino, beterraba, melancia e abacaxi. Os sucos desses alimentos também são bem-vindos. 

  1. Evite determinados tipos de alimentos

A principal dica é reduzir o consumo de sal e de alimentos com sódio, porque o sal aumenta a retenção de líquidos. 

Agora, evite totalmente os alimentos gordurosos, processados e frituras, que, além de dificultarem a liberação de líquidos, podem ser prejudiciais à saúde da mãe e do bebê. 

  1. Procure elevar as pernas e mãos sempre que possível

A elevação dos membros favorece a circulação do sangue. Por isso, quando estiver deitada, procure manter as pernas acima do seu corpo. Pode apoiá-las em algumas almofadas ou travesseiros para facilitar o processo. Também é possível elevar as pernas quando estiver sentada, apoiando-as em um banco ou em outra cadeira à frente. 

A dica também serve para aliviar o inchaço das mãos. Evite deixá-las para baixo, pois essa posição pode comprimir os vasos.

  1. Fique deitada de lado

Para diminuir o inchaço, a melhor posição que você pode adotar é se manter deitada de lado. Nessa posição, o útero se desloca para um pouco mais à frente, deixando de comprimir os vasos sanguíneos da região. 

  1. Evite passar muito tempo na mesma posição

Ficar sentada por muito tempo pode dificultar a circulação do sangue, assim como permanecer em pé pode acumular sangue nos pés. Até mesmo um hábito considerado simples, como cruzar as pernas, deve ser evitado, porque prejudica a volta do sangue para o coração. 

Se você precisa passar muito tempo na mesma posição, como no trabalho, por exemplo, opte por fazer pausas regulares para caminhar um pouco. Também é recomendado usar um apoio para os pés, como um banco, para mantê-los elevados.

  1. Atenção com os calçados

Por conta do inchaço nos pés, é possível que a numeração do calçado aumente um ou dois números. Por isso, opte por calçados com uma numeração maior do que você costumava usar.

Também evite usar sapatos muito apertados, ou saltos muito altos. Nessa fase, o uso de chinelos e rasteirinhas, que deixam os pés livres, leves e soltos, é recomendado. 

  1. Use meias de compressão

Converse com o seu médico para saber se é possível utilizar meias de compressão. Se liberado, essas meias podem ser utilizadas por todo o dia, porque ajudam no regresso do sangue dos membros inferiores para o coração. 

O ideal é que, se utilizadas, as meias de compressão percorram a extensão dos pés até o quadril.

  1. Pratique atividades físicas (se possível)

Também com orientação do médico obstetra, as atividades físicas são ótimas aliadas para evitar o inchaço no corpo. 

O mais recomendado é praticar atividades de baixo impacto, como as caminhadas, a bicicleta e o pilates. Esses exercícios também ajudam a gestante a não ganhar peso e a manter a saúde equilibrada. 

  1. Use roupas folgadas

Evite usar roupas muito justas, como leggings e shorts justos, que podem marcar o corpo e prejudicar a circulação do sangue. 

Por outro lado, vestidos, blusas e saias de algodão são mais que bem-vindos, pois o algodão é um tecido natural e não aperta o corpo. 

  1. Procure por sessões de drenagem linfática

Se couber no seu orçamento, as sessões de drenagem linfática são ótimas para estimular a passagem do sangue pelo corpo e reduzir o inchaço. Mas elas também devem ser liberadas pelo seu médico obstetra. Em caso de aprovação, procure por profissionais habilitados que possam realizar essa massagem de forma apta para a condição da sua gravidez. 

Quando o inchaço na gravidez pode ser preocupante?

Apesar de o inchaço ser comum na vida das gestantes, é necessário prestar atenção em alguns detalhes que podem indicar uma complicação mais séria. 

Em alguns casos, o edema pode:

Em qualquer caso de desconfiança de complicações causadas pelo inchaço, é extremamente recomendado conversar com o seu médico obstetra, ou recorrer a um atendimento emergencial para gestantes. 

O profissional poderá pedir exames para averiguar o que pode estar por trás do inchaço, e, assim, tomar as medidas cabíveis para solucionar o problema. 

Considerações finais

É fundamental que a gestante se consulte com o seu médico obstetra para averiguar as condições desse inchaço, que pode ser normal, mas que também pode indicar doenças graves. 

Em todo caso, algumas hábitos possibilitam a circulação do sangue, diminuindo o inchaço, que pode aparecer nas pernas, mãos e rosto. As dicas dadas acima de como desinchar na gravidez são essenciais para garantir o bem-estar, a mobilidade e a autoestima da mulher nessa fase da vida. 

Se você achou que o nosso post te deu dicas valiosas de como desinchar na gravidez, clique aqui e conheça o nosso Hospital Maternidade. 

Temos todo o conforto que você e o seu bebê merecem.

Autor: Equipe HMDL
Publicado há 3 meses

mail_outline
Inscreva-se na Newsletter do Blog do Domingos Lourenço e receba informações sobre maternidade direto no seu e-mail.

As pessoas também estão lendo...