Alimentação do bebê: manual do primeiro ano

Alimentação do bebê: manual do primeiro ano

A alimentação do bebê é um dos momentos mais importantes de sua vida, já que ela é responsável pelo seu crescimento, desenvolvimento e pela aquisição de hábitos e de preferências alimentares. 

O ideal é que o seu filho se acostume, o quanto antes, a ter uma alimentação saudável e equilibrada, que pode prevenir doenças e demais complicações. 

Mas essa adaptação não pode ser feita de uma vez só; ela precisa ser realizada aos poucos. Por isso, neste texto super completo, nós mostramos o que o bebê pode consumir no seu primeiro aninho de vida – nos primeiros e nos últimos 6 meses.  

Desejamos uma excelente leitura!

Como a alimentação do bebê deve ser até os 6 meses?

Segundo o Ministério da Saúde, com base na Organização Mundial da Saúde, o único alimento que deve ser consumido pelo bebê até os 6 meses é o leite materno. As bebidas, como água, chá e suco, também não são indicadas nessa fase. 

O leite materno possui todos os nutrientes necessários para imunizar e sustentar a criança, que pode mamar cerca de 10 vezes por dia.   

Também é importante mencionar que o gosto do leite materno muda de acordo com a alimentação da mãe. Isso possibilita a criança de ter o seu primeiro contato com diferentes sabores. 

Caso a mulher não consiga amamentar, é necessário oferecer as chamadas fórmulas infantis, que ajudam a facilitar a digestão da criança e a oferecer os seus respectivos nutrientes. O pediatra pode ajudá-la a escolher a fórmula mais adequada para o bebê. 

Como a alimentação do bebê deve ser após os 6 meses?

A partir dos 6 meses, a criança pode começar a consumir papinhas doces e salgadas, frutas e sopas, pois o seu sistema digestivo já estará amadurecido para digerir esses alimentos.

Mas a amamentação não deve ser deixada de lado. Segundo o Ministério da Saúde, ela deve ser complementar à introdução alimentar até os 2 anos ou mais. 

Você sabe como introduzir o pequeno aos alimentos sólidos? Uma dica é oferecê-los, primeiramente, três vezes ao dia. Experimente oferecer uma papa salgada e duas doces (de frutas). 

A partir dos 7 meses, quando o bebê já estiver mais adaptado às papinhas, considere acrescentar uma papinha salgada no jantar e oferecer o peito antes e/ou depois dos alimentos. 

Entre os alimentos que podem fazer parte da papinha salgada, estão:

E em relação às bebidas? Nessa fase, a água está liberada. É aconselhável oferecer 100 ml do líquido por dia em um copo. A mamadeira não é recomendada porque pode causar a confusão de bicos e atrapalhar a amamentação.

A partir dos 9 meses, a criança pode começar a consumir as mesmas refeições da família. Por isso, é muito importante que toda a casa consuma alimentos saudáveis, variados e frescos, que possuam os nutrientes voltados  para o seu crescimento e que vão ajudar o bebê a aprimorar o seu paladar. 

Considerações finais

Não estranhe se o bebê recusar alguns alimentos durante a introdução alimentar. Por isso, é aconselhável não o forçar a ingerir esses alimentos, porque ele pode se irritar e se recusar a comer. 

Por outro lado, é essencial não desistir e continuar oferecendo esse alimento no futuro. E independentemente dos casos, não deixe de oferecer o leite materno até os 2 anos ou mais, que irá complementar a refeição com todos os nutrientes necessários para o desenvolvimento da criança.

E não custa lembrar: evite introduzir frituras, doces, refrigerantes e alimentos processados no cardápio do bebê, porque as suas altas concentrações de sódio, gordura e corante podem aumentar, desde cedo, os riscos de doenças, como: hipertensão, diabetes, obesidade e colesterol alto. 

Por fim, não deixe de levar quaisquer dúvidas ou considerações para o pediatra, que considerará as questões nutricionais do seu filhote de acordo com o seu histórico de saúde. 

Se você achou que o nosso post possa ter te ajudado a entender sobre o desfralde, clique aqui e conheça o nosso Hospital Maternidade. 

Temos todo o conforto que você e o seu bebê merecem.

Autor: Equipe HMDL
Publicado há 3 meses

mail_outline
Inscreva-se na Newsletter do Blog do Domingos Lourenço e receba informações sobre maternidade direto no seu e-mail.

As pessoas também estão lendo...