Desfralde: quando deve acontecer?

Desfralde: quando deve acontecer?

Um dos momentos mais aguardados pelas mamães e pelos papais é o desfralde. Esse é o momento em que o bebê sai das fraldas, por ter um maior controle sobre os seus esfíncteres (que são os músculos que controlam a saída do xixi e do cocô). 

Mas você sabe quando e como o desfralde costuma acontecer? Descubra a resposta neste texto, que também traz como a família pode ajudar a criança a realizar esse marco tão importante para a sua independência.

Desejamos uma excelente leitura!

Quando ocorre o desfralde do bebê?

Não existe uma idade exata para ocorrer o desfralde. Na realidade, o que existem são os sinais que indicam que o bebê está perto de utilizar o penico ou o vaso sanitário. Esse processo pode ser acelerado se o adulto não interferir e deixar a criança ter a percepção natural sobre a sua produção de xixi e cocô. 

Em todo caso, esse momento costuma acontecer a partir dos 2 anos. Ou seja: não é aconselhável retirar a fralda antes disso, pois, muito provavelmente, a criança não vai entender o que está acontecendo e pode criar traumas relacionados ao desfralde. 

Quais são os sinais que indicam que o bebê está perto de desfraldar?

Existem sinais físicos, comportamentais e cognitivos que a criança emite e que demonstram que ela está tendo uma maior percepção sobre as suas necessidades e sobre o controle dos seus esfíncteres. Veja só:

Sinais físicos

Sinais comportamentais

Sinais cognitivos

Como ajudar a criança a desfraldar?

Embora o desfralde seja um processo natural da criança, os pais e responsáveis podem ajudá-la e incentivá-la a realizar esse procedimento. 

O primeiro passo é realizar o desfralde diurno que, preferencialmente, deve ser feito durante um período tranquilo, sem grandes movimentações na vida do bebê, para que ele foque unicamente nesse processo. Mas como incentivá-lo? Reunimos algumas dicas que podem fazer a diferença. 

Vestimenta adequada 

Para facilitar, vista a criança com roupas leves e fáceis de serem tiradas (como calças, shorts e saias). Como ela precisa aprender a se desvestir, peças como macacão e body não são aconselhadas, porque podem atrapalhar o processo. 

Outra orientação que pode ajudar a criança a desfraldar é oferecer calcinhas ou cuecas coloridas, e incentivá-la a escolher qual será utilizada. Isso vai lhe proporcionar mais independência e, consequentemente, vai ajudá-la a descartar o uso das fraldas.

Suporte e conforto

Tudo certo com as vestimentas? Então, o próximo passo é garantir que a criança tenha o suporte adequado para urinar ou evacuar, como o penico e/ou um assento redutor e um banquinho para utilizar o vaso sanitário. 

É fundamental que o seu filhote se sinta confortável com o suporte escolhido, porque isso será um fator decisivo para deixá-lo à vontade ao fazer as suas necessidades. Para isso, verifique a estrutura e as medidas do penico ou do assento redutor, e cheque se o banquinho é adequado para o tamanho da criança. 

Contextualize a criança 

Para tornar o processo mais lúdico e divertido para a criança, é interessante contextualizá-la acerca do tema. Para isso, é importante explicar o que são o xixi e o cocô, para onde eles vão e como eles se formam. Você pode fazer isso cantando e lendo livros infantis sobre o assunto. 

Não brigue caso haja escape 

Muito provavelmente, a criança vai deixar escapar xixi ou cocô na cueca, na calcinha ou na roupa. Se for o caso, evite brigar ou ficar bravo (a), porque a criança pode ficar tensa e ansiosa, o que prejudicará e atrasará o processo. 

Nesse caso, explique à criança que ela precisa avisar com certa antecedência quando quiser usar o banheiro. 

Comemore!

O seu filhote conseguiu fazer as suas necessidades no penico ou no assento redutor na hora correta? Se for o caso, elogie e ofereça uma recompensa, de forma que a criança entenda que está indo na direção certa. 

Realize o desfralde noturno

O desfralde diário pode acontecer em alguns dias ou meses. Quando você perceber que o seu pequeno já está controlando o cocô e o xixi, comece a fazer o desfralde noturno, que pode demorar um pouco mais; pelo menos, de 6 meses a 2 anos. Portanto, não tenha pressa e respeite o ritmo do pequeno. 

Uma dica para começar é controlar a ingestão de líquidos da criança durante a noite e incentivá-la a ir ao banheiro antes de dormir. Se a fralda permanecer sequinha entre as primeiras 5 noites, já comece o processo de desfralde. 

Durante as primeiras madrugadas, é aconselhável levar a criança ao banheiro a cada duas horas para descobrir o horário em que ela costuma urinar e, depois, estimulá-la a ir sozinha ao banheiro, caso for necessário.

Considerações finais

O momento do desfralde é essencial para a criança reconhecer o funcionamento do próprio corpo e construir autonomia. 

Para isso, ela precisa ser estimulada pela família, cujo apoio é primordial para ela sentir segurança e confiança em dar esse passo tão importante na sua independência. Assim sendo, lembre-se de não apressá-la a sair das fraldas, caso contrário, o processo será ainda mais traumático e demorado. 

Da mesma forma, se o seu pequeno tiver mais de 5 anos e ainda fizer xixi na cama diariamente, ou se ele ainda não tiver controle dos seus esfíncteres, converse com o pediatra para verificar se há um diagnóstico e, respectivamente, um tratamento para solucionar a questão.

Se você achou que o nosso post possa ter te ajudado a entender sobre o desfralde, clique aqui e conheça o nosso Hospital Maternidade. 

Temos todo o conforto que você e o seu bebê merecem.

Autor: avellarmedia
Publicado há 10 meses

mail_outline
Inscreva-se na Newsletter do Blog do Domingos Lourenço e receba informações sobre maternidade direto no seu e-mail.

As pessoas também estão lendo...