Exercícios durante a gravidez: saiba quais são as contraindicações absolutas e relativas

Exercícios durante a gravidez: saiba quais são as contraindicações absolutas e relativas

Praticar exercícios durante a gravidez traz uma série de benefícios para a saúde da mãe e do bebê, mas existem algumas mulheres que podem sofrer algumas (ou totais) restrições dessa atividade. É o caso de quem sofre de alguma contraindicação absoluta ou contraindicação relativa. 

Para saber se você faz parte desse grupo de risco, continue lendo o texto e descubra, também, quais são os exercícios físicos indicados durante essa fase e quais são aqueles que não são permitidos de jeito nenhum. 

Desejamos uma excelente leitura!

Quais são as contraindicações absolutas?

São as condições que não permitem a realização de atividades físicas e inserem a mulher dentro de um grupo de risco mais agravante.

Veja a lista a seguir:

Vale lembrar que, se você apresentar qualquer contraindicação absoluta, deve conversar com o seu médico obstetra. 

Quais são as contraindicações relativas?

Já as contraindicações relativas são as condições que devem ser acompanhadas de perto pelo médico obstetra, mas que não significam necessariamente que podem impedir a prática de exercícios físicos

Veja a lista a seguir:

Por isso, é essencial que o especialista acompanhe o seu caso em particular para lhe dar, ou não, o aval da atividade. Caso positivo, é essencial ser orientada por um educador físico. 

Exercícios durante a gravidez: quais podem ser feitos com cautela? 

Se você puder realizar exercícios durante a gravidez, essa é uma ótima notícia! Afinal, essa prática promove vários benefícios à saúde da mãe e do bebê. Veja alguns deles:

Mas saiba que, mesmo assim, existem algumas atividades que são mais recomendadas do que outras, como caminhada, hidroginástica, natação, ioga e pilates.

Esses exercícios são conhecidos por serem de baixo impacto, leves e capazes de fortalecer os músculos da mulher, ajudando no alívio das dores e dos incômodos característicos da fase. 

Mas, se você tiver uma contraindicação relativa, vale lembrar que eles devem ser realizados com cautela e com o aval do médico e de um preparador físico. 

Quando interromper os exercícios físicos durante a gravidez?

Se você puder realizar algum desses exercícios indicados, fique atenta se sentir alguns dos sintomas a seguir, interrompa a prática da atividade e entre em contato com o médico obstetra:

Quais são os exercícios contraindicados?

As atividades de alto impacto podem trazer complicações à gestação e atrapalhar o desenvolvimento do feto, porque podem agravar os riscos de lesões e de quedas. É o caso de esportes como: o futebol, o vôlei, o basquete, o boxe, as artes marciais, a corrida, o levantamento de peso, a ginástica olímpica e demais exercícios que sejam realizados com a barriga para baixo. 

Considerações finais

Realizar exercícios durante a gravidez pode ser possível, mesmo se você tiver alguma contraindicação relativa. Vale lembrar que o seu médico obstetra será o responsável para indicar qual é a atividade mais adequada para o seu caso. 

Agora, se você for portadora de alguma contraindicação absoluta, é fundamental conversar com o seu obstetra. Ele irá averiguar o que pode ser feito durante a gravidez que proporcione o mesmo bem-estar do que a prática de atividade física.

Se você achou que o nosso post possa ter te ajudado a entender sobre realizar exercícios durante a gravidez, clique aqui e conheça o nosso Hospital Maternidade. 

Temos todo o conforto que você e o seu bebê merecem.

Autor: Equipe HMDL
Publicado há 2 meses

mail_outline
Inscreva-se na Newsletter do Blog do Domingos Lourenço e receba informações sobre maternidade direto no seu e-mail.

As pessoas também estão lendo...