Planejando engravidar? Descubra por que o ácido fólico te ajuda!

Planejando engravidar? Descubra por que o ácido fólico te ajuda!

Você já ouviu falar no ácido fólico? Essa é uma vitamina muito importante, não só para o bom funcionamento do nosso organismo, mas também para o desenvolvimento do feto durante a gestação! 

Para você saber mais sobre essa substância e por que os médicos recomendam tomar o ácido fólico na gravidez, preparamos este texto que também mostra como obtê-lo de forma natural e quando deve ser realizada a sua ingestão.

Desejamos uma excelente leitura!

O que é o ácido fólico?

É uma vitamina hidrossolúvel, ou seja, solúvel em água, que é essencial para formar proteínas e hemoglobinas no organismo humano. O ácido fólico também pode ser chamado de vitamina B9 ou de vitamina M.

Entre os seus benefícios, podemos destacar: a diminuição do risco do mal de Alzheimer; e a prevenção de doenças cardíacas, anemias e derrames. Logo, podemos perceber que é uma substância essencial para o bom funcionamento do nosso corpo, inclusive para o da mulher grávida. 

Qual é a importância do ácido fólico na gravidez?

Além dos benefícios que o ácido fólico traz para o nosso organismo, ele se torna ainda mais essencial durante a gravidez. 

Essa vitamina ajuda na boa formação do tubo neural do feto, que fará o desenvolvimento ao cérebro e à medula espinhal do bebê. Ainda em relação ao bebê, ela também auxilia na prevenção de problemas cardíacos, na formação da placenta, do DNA e previne complicações cardíacas, urinárias e a ocorrência do lábio leporino.

Já em relação à mulher, o ácido fólico na gravidez ajuda a prevenir a ocorrência da pré-eclâmpsia, que pode ser muito perigosa e até mesmo fatal para a mãe e o bebê.

Se a mulher não tiver quantidades suficientes da vitamina, é possível que ocorram algumas malformações no feto. É o caso da anencefalia, que prejudica o desenvolvimento do cérebro e pode reduzir a sua expectativa de vida para algumas horas ou dias; e a espinha bífida, que ocorre quando a medula não se fecha totalmente e, nos casos mais graves, pode causar danos neurológicos ao bebê. 

Quanto e quando a mulher deve tomar?

A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda o consumo diário de 0,4 mg de ácido fólico na gravidez, o quanto antes possível e durante todo o período. Ainda de acordo com a OMS, o consumo ajuda a reduzir o risco de baixo peso no nascimento, a deficiência de ferro e a anemia materna.

Inclusive, o processo de formação do cérebro e da medula espinhal do bebê ocorre no início da gestação. Por isso, mesmo antes de engravidar, você pode incluir essa substância na sua alimentação diária.

Como obtê-lo de forma natural?

Uma maior quantidade do ácido fólico pode ser obtido por meio de um complemento vitamínico. Mas existem vários alimentos que são ricos nessa substância e que você pode – e deve – incluir na sua rotina. Veja só:

Considerações finais

É bom lembrar que o ácido fólico não tem a capacidade de aumentar a fertilidade da mulher, mas sim de auxiliar no bom desenvolvimento do seu bebê e contribuir para uma gestação mais tranquila e segura. 

Se você tiver alguma dúvida sobre a ingestão de ácido fólico na gravidez, ou até mesmo antes desse período, converse com um especialista que possa indicar a dosagem ideal para você, de acordo com o seu caso. 

Se você achou que o nosso post possa ter te ajudado a entender sobre ácido fólico na gravidez, clique aqui e conheça o nosso Hospital Maternidade. 

Temos todo o conforto que você e o seu bebê merecem.

Autor: Equipe HMDL
Publicado há 2 meses

mail_outline
Inscreva-se na Newsletter do Blog do Domingos Lourenço e receba informações sobre maternidade direto no seu e-mail.

As pessoas também estão lendo...