Quando acontecem os primeiros passos do bebê?

Quando acontecem os primeiros passos do bebê?

Um dos momentos mais aguardados por todas as famílias é: os primeiros passos do bebê.  Afinal, essa é uma das fases iniciais em que ele começa a desenvolver a sua independência.

Por ser uma etapa fundamental na vida do bebê, é normal que os papais e as mamães tenham algumas dúvidas durante esse processo. Afinal, com qual idade o pequeno começa a andar? Como ajudá-lo a desenvolver a sua capacidade de locomoção?

Para responder essas e outras dúvidas, preparamos este texto, que também reúne dicas de brincadeiras para reforçar esse momento tão especial. 

Desejamos uma excelente leitura!

Com que idade começa os primeiros passos do bebê?

Não existe uma idade certa, mas geralmente esse período varia dos 10 aos 18 meses do bebê. 

Mas não se desespere caso os primeiros passos do bebê de uma amiga ou familiar comece antes do seu pequeno! Cada criança tem o seu próprio tempo de se desenvolver. Por isso, nada de comparar o seu filhote com os demais, combinado?

Como incentivar o bebê a andar?

Apesar de cada bebê ter o seu tempo, você pode – e deve – incentivar o seu pequeno a arriscar os primeiros passos por meio de brincadeiras e elogios. Esse processo pode começar a partir dos 4 meses, quando o bebê aprende a sentar.

Confira algumas dicas de como incentivar o seu bebê a andar, de acordo com a idade dele.

Dos 4 aos 7 meses

Essa é a fase em que ele começa a sentar sozinho, dando-lhe força nos músculos. Uma ideia para desenvolver ainda mais os tecidos é apostar em brincadeiras, como: jogos de empilhar e rolar uma bola para trás e para frente. 

Você também pode deitá-lo de barriga para cima e apoiar as suas mãos nos pezinhos, para que ele faça força e empurre as suas mãos. Essa é uma brincadeira ideal para fortalecer os músculos e as articulações. 

Dos 7 aos 10 meses

Geralmente, os primeiros passos do bebê começa nesse período. Portanto, é a hora para ajudá-lo a continuar praticando movimentos simultâneos com os braços e com as pernas, essenciais para ele conseguir andar lá na frente. Não deixe de elogiar o seu filhote e de reforçar esse comportamento. 

8 meses

Provavelmente, os primeiros passos do bebê vão começar nesta idade. Portanto, aproveite a ocasião para trabalhar o equilíbrio do seu filhote, ensiná-lo a se manter na posição ereta e até mesmo para ele conseguir amortecer as quedas durante o processo de aprendizado. 

Procure mostrar como ele deve se movimentar para cima para se levantar, e como ele deve dobrar os joelhos para voltar a se sentar. Esteja sempre presente para ajudá-lo nesse processo. Também é possível que ele se apoie na parede ou em alguma mobília firme e sem pontas para se segurar. 

Quando ele ganhar equilíbrio e começar a se levantar, segure as suas pequenas mãos e o ajude a dar alguns passos, fazendo-o ganhar confiança. Só tome cuidado para não puxar o seu filhote com muita força ou rápido demais. Lembre-se de que esse é um processo demorado e que precisa ser realizado com muita calma. 

Outra dica é colocar um brinquedo na ponta do sofá ou de uma mobília para que ele se sinta atraído e consiga chegar até lá andando. Depois desse processo, é interessante incentivá-lo a se levantar e caminhar sem o apoio desses recursos. 

9 a 12 meses

Durante esse período, provavelmente o bebê já conseguirá se equilibrar por alguns segundos. Se esse for o caso, é bem possível que, em breve, ele esteja pronto para dar os primeiros passos!

Para ajudá-lo nessa tarefa, confira esse passo a passo. Você pode se sentar com ele no chão e ajudá-lo a levantar lentamente com as suas mãos. 

Comece com as duas mãos, até que ele se sinta seguro e você possa conseguir soltar uma delas. Alterne com elogios após cada tentativa, porque isso irá encorajá-lo a praticar mais! Quando ele ganhar o tão esperado equilíbrio, deixe-o andar sozinho, mas esteja por perto para dar apoio e suporte, se necessário. 

Em todas as fases

Durante toda a trajetória de desenvolvimento do bebê, as mamães e os papais podem tomar algumas atitudes que vão ajudar a desenvolver a capacidade locomotiva do pequeno. Veja a seguir o que pode ser feito durante todo o processo:

Andar descalço

Não existe um calçado ideal para ajudar nos primeiros passos do seu bebê. O aconselhável é deixá-lo descalço, porque, dessa forma, o bebê sente uma melhor aderência e segurança ao sentir o chão.

Caso o piso esteja frio, uma boa ideia é vesti-lo com meias antiderrapantes ou com calçados molinhos e confortáveis. 

Entrar em contato com o chão

Procure deixar o seu bebê bem à vontade para experimentar o chão e descobrir as texturas com os pés e com as mãos. Essa é uma ótima dica para fortalecer a confiança e a independência do pequeno. Não custa lembrar que, apesar disso, é fundamental que algum adulto esteja por perto para dar suporte.

Elogie

Outra dica fundamental para todo o processo é sempre incentivar por meio de elogios, reforçando a confiança do bebê. É claro que você poderá ficar preocupada se o seu filho tropeçar, cair ou derrubar algum objeto. Mas se for o caso, procure alerta-lo ou socorrê-lo de forma carinhosa, porque as broncas podem assustá-lo, reprimi-lo e até mesmo atrasar o seu desenvolvimento motor. 

Cuidado com as quinas de móveis

Essa dica é válida até mesmo durante a gestação. É aconselhável optar por móveis que não tenham quinas pontiagudas, que podem machucar o bebê. Caso não seja possível, procure por protetores de quinas, que vão proteger a área. 

Também é fundamental prestar atenção e evitar empecilhos que atrapalhem o processo de caminhada do bebê, como: escadas, objetos pequenos e maleáveis. 

Esqueça o andador

Por fim, não é aconselhável incentivar os primeiros passos do seu filho com o andador. O acessório pode atrasar o desenvolvimento motor do bebê, porque ele pode ficar “dependente” e demorar ainda mais para obter o equilíbrio desejado.

Considerações finais

Viu só? Não faltam maneiras de estimular os primeiros passos do seu bebê! Esse é um momento muito importante na vida da família, que simboliza o amadurecimento e o desenvolvimento do seu bebê. 

Porém, se em algum momento o seu filho bater a cabeça e apresentar sinais de modificação de comportamento, entre em contato com o seu pediatra. Mesmo assim, tome cuidado para não transmitir desespero durante o socorro e, assim, desestimulá-lo a continuar tentando.  

Se você achou que o nosso post possa ter te ajudado a entender sobre os primeiros passos do bebê, clique aqui e conheça o nosso Hospital Maternidade. 

Temos todo o conforto que você e o seu bebê merecem.

Autor: Equipe HMDL
Publicado há 2 meses

mail_outline
Inscreva-se na Newsletter do Blog do Domingos Lourenço e receba informações sobre maternidade direto no seu e-mail.

As pessoas também estão lendo...