5 dicas para lidar com o nascimento dos primeiros dentes do bebê

5 dicas para lidar com o nascimento dos primeiros dentes do bebê

O nascimento dos primeiros dentes do bebê marca um momento muito importante da sua vida: a introdução aos alimentos sólidos. Mas essa etapa pode trazer incômodo e até mesmo dor ao pequenino, que ainda não entende o que está acontecendo. 

Por isso, é fundamental saber como deve ser feita a higiene bucal para aliviar o desconforto e para ajudar a criança a desenvolver esse hábito saudável o quanto antes. Mas você sabe quando começar e o que deve ser feito?

Para ajudar você a resolver essas e outras questões, preparamos este texto, que também mostrará 5 dicas para aliviar o desconforto nas gengivas do seu filhote

Desejamos uma excelente leitura!

Quando nasce o primeiro dente do bebê?

Geralmente, aos 6 meses de idade. Pode ser que nasça antes ou depois desse período, sem trazer prejuízo ao bebê. Entretanto, se isso não ocorrer até 1 ano e meio, é necessário entrar em contato com o pediatra e o dentista. 

Já a primeira dentição é formada quando a criança atinge os 3 anos de idade, com o total de 20 dentes (10 em cima e 10 embaixo). Os chamados “dentes de leite” podem começar a cair a partir dos 6 anos

Quais são os sintomas?

Nesse primeiro momento, o bebê pode apresentar gengivas inchadas, avermelhadas e vontade constante de coçá-las. 

Muito se fala sobre os sintomas que aparecem quando os dentes já estão para nascer, como: febre, diarreia e excesso de saliva. Porém, não há comprovação científica de que esses fatos estejam associados. Uma explicação é que, nesta fase, o bebê leva tudo à boca, o que pode contaminar a região com bactérias. E, ao mesmo tempo, as suas glândulas salivares começam a amadurecer, o que provoca o excesso de saliva.  

5 dicas para lidar com o nascimento dos primeiros dentinhos

Assim que os primeiros dentes do bebê já derem sinal de vida, é hora de adotar algumas estratégias para facilitar a adaptação do seu filhote a essa novidade. Veja 5 dicas que ajudam nesse processo!

1) Começar a rotina de escovação

De acordo com o Ministério da Saúde, o papai e a mamãe devem realizar a limpeza da região antes mesmo do nascimento dos dentes, para criar hábitos de higienização. 

Nesse caso, a gengiva, a bochecha e a língua do bebê devem ser higienizadas com gaze ou fralda de algodão limpa e umedecida em água filtrada ou fervida.

Essa higiene pode ser realizada após as mamadas, quando o bebê regurgitar e antes de ele dormir, para remover os restos de leite e de alimentos, evitando a ocorrência de cáries. 

A limpeza pode ser feita até o nascimento dos dentes de trás, que pode acontecer após os 18 meses. Nesse momento, o Ministério recomenda o uso da escova de dentes, que precisa ser indicada para a idade do bebê, pequena e de cerdas macias. 

A Associação Brasileira de Odontopediatria recomenda que os movimentos realizados durante a limpeza precisam ser orientados pelo seu médico odontopediatra. Ainda segundo a Associação, os pais precisam se atentar à escolha da pasta de dentes: deve ser a infantil fluoretada, com concentração de flúor em torno de 1100 PPM, e utilizada em uma quantidade equivalente a um grão de arroz. 

Em caso de dúvidas, também é aconselhável conversar com o odontopediatra. 

2) Incentivar o uso de mordedores

Para aliviar o desconforto causado pelo nascimento dos primeiros dentes do bebê, os mordedores são uma boa alternativa! Eles ajudam a massagear a gengiva e a diminuir o inchaço da área.

Uma dica é optar por um modelo de mordedor que possa ser colocado na geladeira por alguns minutos, porque a baixa temperatura é capaz de provocar um efeito anestésico, aliviando a dor. 

3) Fazer massagem com o dedo na gengiva

Outra alternativa que pode aliviar o desconforto é: massagear a gengiva do seu bebê com o dedo. Também é possível utilizar uma dedeira de silicone bem higienizada para facilitar o processo, porque elas possuem pequenas cerdas, que são bem molinhas e confortáveis.

4) Oferecer alimentos recomendados

Se a criança já estiver comendo alimentos sólidos, como: legumes, frutas e purê, uma dica é oferecê-los frios, pois eles podem ajudar a aliviar o incômodo da gengiva.  

Quando os dentes molares começarem a nascer, o que pode ocorrer a partir do 1º ano de vida, é importante introduzir a criança os alimentos mais consistentes, como a cenoura, que estimulem a mastigação. Essa simples atitude pode estimular o desenvolvimento da arcada dentária e o melhor posicionamento da língua. 

5) Contar com o auxílio de um especialista

Assim que os dentinhos começarem a nascer, não deixe de consultar o odontopediatra, que deve acompanhar o desenvolvimento dos dentes do bebê. Apesar das dicas deste post, o profissional deve ser o principal responsável por indicar soluções que procurem aliviar o incômodo. 

Geralmente, as primeiras consultas são realizadas para a mãe e o bebê conhecerem o ambiente e o profissional que será o responsável por cuidar dos dentes de leite e, possivelmente, dos dentes permanentes. Inclusive, é importante que o contato entre a criança e o dentista seja realizado o quanto antes para ela já estar acostumada e confortável nas futuras visitas. 

Considerações finais

É necessário ter paciência e dedicação para cuidar do seu filhote enquanto nascem os seus primeiros dentinhos, que, como você já viu, podem trazer desconforto. Portanto, não se assuste se o seu bebê chorar por conta da dor. Como tudo ainda é muito novo para ele, essa reação é normal e pode ser contornada com as dicas deste material.

Em todo caso, como também já mencionamos, não deixe de consultar o médico odontopediatra, que não vai só acompanhar o desenvolvimento da arcada dentária do seu bebê, mas também poderá indicar alguma medicação para solucionar o problema, se for o caso.

Se você achou que o nosso post possa ter te ajudado a entender sobre o nascimento dos dentes do bebê, clique aqui e conheça o nosso Hospital Maternidade. 

Temos todo o conforto que você e o seu bebê merecem.

Autor: Equipe HMDL
Publicado há 2 meses

mail_outline
Inscreva-se na Newsletter do Blog do Domingos Lourenço e receba informações sobre maternidade direto no seu e-mail.

As pessoas também estão lendo...