Bem-estar na gravidez: 7 dicas para uma gestação com muito mais conforto

Bem-estar na gravidez: 7 dicas para uma gestação com muito mais conforto

Não tem jeito: na gravidez, a mulher vai atravessar diversas transformações no corpo e no organismo, cujas atividades hormonais vão sofrer alterações significativas. 

Dores, inchaços, cólicas… Essas e outras complicações podem aparecer durante a gestação, às vezes causando verdadeiros transtornos ao bem-estar da futura mamãe. 

É muito difícil evitar essas consequências, já que são frutos de atividades incontroláveis. Mas é possível amenizá-las, promovendo a tranquilidade necessária para uma gestação segura para mãe e bebê. 

Pensando nisso, reunimos 7 dicas que vão ajudá-la a ter uma gestação mais tranquila. Por exemplo: já ouviu falar sobre curso para gestantes? Essas e outras dicas você só encontra aqui!   

Desejamos uma excelente leitura! 

  1. Procure formas de amenizar o calor…

Estar grávida pode ser muito desconfortável para várias futuras mamães, ainda mais em um país tropical como o nosso.

Só que nem sempre é possível ter um ventilador ou um ar-condicionado à disposição para controlar o calor. Aliás, até mesmo essas alternativas precisam ser utilizadas com moderação durante a gravidez. A imunidade da gestante é mais baixa do que o normal e as mudanças bruscas de temperatura podem provocar gripes e resfriados.

Por isso, para aliviar a sensação de calor durante o verão, é recomendado que a grávida se aproprie de soluções práticas, como vestir roupas frescas e beber água constantemente, para manter o corpo sempre hidratado.

  1. … o ano todo 

Na realidade, a mulher grávida costuma sentir calor naturalmente, mesmo durante o frio.

Isso se explica porque a gestante sofre um aumento da produção de estrogênio, hormônio que favorece a dilatação das veias e artérias. Com isso, há maior circulação de sangue no corpo, podendo aumentar a temperatura do corpo em cerca de meio grau. 

Leia também: “10 dicas fresquinhas para amenizar o calor na gravidez”.

Pode ser difícil fugir do calor, mas é possível amenizar essa sensação de desconforto em qualquer estação do ano. Logo, opções como consumir alimentos leves e tomar banhos mornos ou frios são algumas das soluções viáveis para as gestantes.

  1. Opte por métodos paliativos no controle das cólicas

Outro sintoma adverso da gravidez são as cólicas. Elas são comuns durante essa fase, mas, dependendo do caso, podem representar a existência de gravidade para a saúde da mãe e do bebê, que podem acarretar em casos de parto prematuro e aborto espontâneo.

Cólicas fortes e duradouras, acompanhadas de sintomas como sangramentos vaginais, febre e vômito, são sinais de perigo que devem ser relatadas ao médico obstetra ou ginecologista. 

Mas em casos de cólicas leves e esporádicas, é possível adotar algumas atitudes paliativas para controlá-las, como se manter em repouso e evitar relações sexuais, que podem causar desconforto. Lembre-se que todo medicamento deve ser prescrito somente pelo médico. 

  1. Contorne as dores nas costas

Assim como as cólicas, as dores nas costas são comuns durante a gestação, prejudicando a mobilidade da mulher e causando transtornos ao seu bem-estar.

Como falamos acima, a gestante não deve se automedicar, em hipótese alguma. Por isso, para amenizar a sensação de desconforto, é possível adotar medidas naturais. 

Uma sugestão é aplicar uma compressa de água quente na região, enrolada em um tecido fino, para não entrar em contato direto com a pele. O calor ajuda a relaxar os músculos e alivia a dor. 

  1. Busque aliviar o inchaço no corpo

O inchaço na gestação pode ocorrer por motivos como a retenção de líquidos e a expansão do útero, que comprime os vasos sanguíneos que levam o sangue ao coração. O edema pode aparecer em regiões como pernas, mãos e rosto. 

O desconforto proporcionado pelo inchaço é grande, mas é possível aliviá-lo a partir de hábitos como elevar pernas e mãos e se deitar de lado, que ajuda a deslocar o útero para mais à frente, evitando a pressão nas veias e artérias da região. Outras alternativas podem ser vistas no post “10 dicas para aliviar o inchaço na gravidez”. 

  1. Atenção às dores e inchaços no final da gravidez

Com a aproximação do trabalho de parto, os cuidados devem ser redobrados.  Por isso, atente-se às dores e inchaços na reta final da gestação, especificamente no 3º trimestre, que podem indicar complicações severas na saúde da mulher e do bebê. 

O inchaço, por exemplo, também é característico de doenças gestacionais como a Síndrome Hellp e a Eclâmpsia, que, se agravadas, podem levar mãe e filho à óbito. 

Se nenhuma das soluções acima for capaz de aliviar os sintomas de dores e de inchaço, é extremamente recomendado que a gestante compareça a um atendimento emergencial para sanar a complicação de forma urgente.

  1. Considere fazer um curso de gestante

Existem casos de gestantes que estão saudáveis fisicamente, mas não emocionalmente. É muito comum que as futuras mamães, especialmente as de primeira viagem, tenham várias dúvidas sobre quais devem ser os primeiros cuidados com o bebê, logo após o parto.

O curso de gestante é uma opção para quem busca sanar dúvidas sobre a gestação e obter o máximo de conhecimento desse novo universo.

Nesses encontros, profissionais orientam não só as mamães, mas também os papais, sobre as responsabilidades que devem ser tomadas com o recém-nascido. É uma solução procurada por muitos casais que desejam se tranquilizar e se preparar para a chegada do grande amor de suas vidas.

Considerações finais

A gravidez é uma fase marcada por constantes alterações hormonais, que podem afetar a saúde da gestante e do bebê. Por isso, é essencial que os lados físico e emocional da mulher estejam equilibrados, para promover o máximo de bem-estar durante a gestação. 

Neste texto, recomendamos soluções paliativas que podem amenizar desconfortos físicos na gestação. Mas lembramos que, em caso de qualquer anormalidade, é essencial levar a questão para o seu médico obstetra, que irá recomendar a solução ou a medicação mais adequada ao caso. 

Se você achou que o nosso post ajudou você a entender sobre bem-estar na gravidez, clique aqui e conheça o nosso Hospital Maternidade. 

Temos todo o conforto que você e o seu bebê merecem.

Autor: Equipe HMDL
Publicado há 2 meses

mail_outline
Inscreva-se na Newsletter do Blog do Domingos Lourenço e receba informações sobre maternidade direto no seu e-mail.

As pessoas também estão lendo...